Correção de Ptose Palpebral no Rio de Janeiro

Tudo Sobre a Aplicação do Correção de Ptose Palpebral

 

O que é a Cirurgia Para Correção da Ptose Palpebral?

A Ptose Palpebral ou “pálpebra caída” ocorre quando a pele dos olhos desce além do normal, cobrindo excessivamente a córnea, interferindo assim na capacidade de visão ou causando desconforto estético.
Pode ser congênita, quando a pessoa já nasce com o problema, ou adquirida e as causas variam bastante.
A ptose palpebral unilateral, que afeta apenas um dos olhos, é a mais frequente, podendo atingir pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade, embora a ocorrência nos dois olhos (bilateral) também ocorra, apesar de ser mais rara.
O tratamento é feito através de cirurgia que consiste na correção do problema a partir do levantamento da pálpebra, impedindo que ela interfira na capacidade de visão e melhorando a aparência estética, a partir de intervenção nos músculos que a elevam.

O que considerar antes de fazer a Cirurgia de Ptose Palpebral?

A maioria das cirurgias estéticas de pálpebras é realizada pelo cirurgião plástico. A intervenção pode ser realizada tanto por questões de saúde, quando o problema esteja interferindo na visão, quanto por razões estéticas, quando a pessoa deseja apenas melhorar a aparência.
Seja qual for o motivo, é preciso o acompanhamento de um profissional especializado, antes, durante e depois da cirurgia, além de se submeter aos exames necessários e seguir as determinações.
A cirurgia pode ser realizada na infância ou na fase adulta, dependendo da gravidade do problema.No entanto, é preciso estar atento a algumas restrições. Por exemplo, pacientes que sofrem com alguma doença crônica como a Hipertensão e o Diabetes, são bons exemplos de fatores de risco para complicações após a cirurgia e exigem cuidados redobrados.

Qual o Preço da Cirurgia de Ptose Palpebral?

O preço da cirurgia varia de acordo com o tipo de procedimento e o tipo de anestesia, assim como do profissional ou profissionais envolvidos.

Como é Feita a Cirurgia de Ptose Palpebral?

Diversas técnicas podem ser utilizadas na cirurgia de correção de pálpebras caídas, dependendo da sua gravidade.
Pode-se encurtar os músculos que elevam a pálpebra ou fazer uma pequena dobra no músculo levantador, removendo o excesso de pele.
Nos casos mais graves, em que o músculo está muito enfraquecido, a pálpebra pode ser suspensa à sobrancelha para que os músculos da testa elevem a região.
O procedimento leva de 1 a 2 horas, dependendo de sua complexidade. Os pontos podem ser retirados até o 10º dia após e a cirurgia não acarreta cicatriz. O paciente pode retomar suas atividades normalmente.
Como qualquer outro procedimento cirúrgico, a operação pode dar origem a algumas complicações como hemorragia, olho seco e infecção. Porém são raras as ocorrências.

Quanto Tempo Preciso me Preparar para a Cirurgia de Ptose Palpebral?
  • Pré-Operatório

    – Leve os exames pré-operatórios no dia da cirurgia;
    – Informe seu médico sobre qualquer doença pré-existente, alergias e qualquer uso regular de medicações ou outras substâncias. Os medicamentos de uso contínuo devem ser tomados normalmente, principalmente os para pressão arterial e o do coração. As exceções são os hipoglicemiantes (remédio para diabetes) e insulina que não devem ser administrados;
    – Medicações anticoagulantes (AAS, Aspirina, Bufferin, Ticlid, Ginko Biloba, etc) deverão ser suspensas dez dias antes e uma semana após a cirurgia sob consentimento do seu médico clínico e/ou cardiologista;
    – Evite ainda o uso de qualquer medicação anti-inflamatória (diclofenano, nimesulida, cetoprofeno, dentre outros) por uma semana antes da cirurgia;
    – Evitar o fumo, ao menos, dois dias antes da cirurgia. O cigarro interfere na boa oxigenação dos tecidos e atrapalha a cicatrização;
    – Evitar exposição solar prolongada por pelo menos duas semanas antes da cirurgia;
    – Retirar lentes de contato, joias, anéis, alianças, brincos, pulseiras, correntes, maquilagem, batom e o esmalte das unhas. Lavar bem a região dos olhos e sobrancelhas no dia da cirurgia;
    – Use roupas folgadas e confortáveis, que sejam fáceis de retirar e evite as que necessitam ser removidas pela cabeça. Evite roupas íntimas de lycra e que contenham algum metal. Não use sapatos com salto;
    – É aconselhável levar óculos escuros;
    – Manter-se em total jejum conforme orientado pelo médico;
    – Comunique seu médico em caso de gripes, resfriados ou outras indisposições que possam ocorrer até a véspera da cirurgia, pois sua cirurgia poderá ser adiada;
    – Importante trazer um acompanhante, pois o paciente terá alta imediata, e não pode voltar dirigindo;
    – Chegue com calma e antecedência de 20 minutos do seu procedimento para que exista tempo adequado a sua admissão no hospital e cuidados da enfermagem. O horário de sua cirurgia é apenas previsto. O início depende das condições da sala e do material cirúrgico.

  • Internação e Cirurgia
    A internação deve ser feita minutos antes da cirurgia que dura de 1 a 2 horas, dependendo de sua complexidade.
  • Pós-Operatório
    – Geralmente não há dor no pós-operatório. Caso ocorra uma sensibilidade maior ou pequenos surtos de dor, estes poderão ser minimizados com uso de analgésicos;
    – Ao chegar m casa, fazer compressas frias (gaze mergulhada em soro fisiológico 0,9% gelado) sobre as pálpebras a cada 30 minutos por 72 horas após a cirurgia, para reduzir o inchaço. Não há necessidade de fazer durante o sono;
    – Caso ocorra sangramento utilize compressas com gelo sobre as pálpebras. Se o sangramento persistir entre em contato com seu médico;
    – Durante as primeiras 48 horas o paciente deverá ficar em repouso (sentado ou deitado com a cabeceira da cama inclinada a 30 graus). Leitura e assistir televisão são permitidos, podendo alimentar-se normalmente;
    – Após esse período é permitido somente caminhar. Deve-se evitar levantar peso, realizar esforço físico, abaixar a cabeça, coçar o local operado, entrar em contato com poeira, calor e vapores durante o período de sete dias;
    – Dormir sem que as pálpebras entrem em contato com o travesseiro;
    – Ao tomar banho, não permitir que a água do cabelo e shampoo caiam sobre o local operados por uma semana;
    – Aplicar um filete da pomada oftalmológica prescrita duas vezes por dia sobre o local operado;
    – A limpeza das pálpebras deverá ser realizada com soro fisiológico 0,9% (manter o frasco na geladeira);
    – Os pontos serão removidos sete dias após a cirurgia;
    – Geralmente, de sete a dez dias são suficientes para o retorno dos pacientes ao trabalho;
    – As atividades físicas geralmente estão liberadas após 1 mês da cirurgia;
    – Proteger as pálpebras da luz solar com óculos e/ou chapéu durante o primeiro mês.
Antes e Depois da Correção de Ptose Palpebral - Expectativa e Resultado

A experiência do cirurgião é o fator que mais contribui para o sucesso da correção da ptose e as técnicas utilizadas na cirurgia vão depender de muitos fatores, como por exemplo a origem étnica do paciente, note que a correção da ptose nos orientais é diferente da cirurgia realizada nos ocidentais. Existem várias técnicas para correção da ptose palpebral. O fundamental é que a técnica indicada pelo cirurgião plástico consiga corrigir as alterações básicas que causam a queda da pálpebra.

Como encontrar Especialista em Ptose Palpebral?

Os especialistas mais indicados para o tratamento do problema são os oftalmologistas e cirurgiões oculoplásticos. Pesquise sobre profissionais especializados e procure saber se o escolhido é membro de alguma sociedade ou associação médica e verifique o seu currículo. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica por exemplo, dispõe de uma lista de profissionais capacitados que podem ajudá-lo.

Principais Perguntas e Respostas Sobre a Correção da Ptose Palpebral:

A Cirurgia Plástica de Correção da Ptose da Pálpebra pode Atrapalhar a Visão?
Pelo contrário. O procedimento elimina o excesso de pele proporcionando uma melhor visibilidade ao paciente além de promover a melhoria estética.

Com qual idade posso fazer a Correção de Ptose Palpebral?
O procedimento pode ser realizado a partir dos dois anos de idade.

Quais São as Implicações da Ptose Palpebral na Infância?
Dependendo da gravidade do problema podem ocorrer complicações na visão. Uma das mais graves, associada a ptose na infância é a ambliopia ou olho preguiçoso, interferindo na capacidade de visão do olho afetado, podendo causar astigmatismo e até cegueira.

Envie-nos suas Dúvidas!