Otoplastia no Rio de Janeiro

Tudo Sobre a Cirurgia Plástica da Orelha, a Otoplastia

O que é a Cirurgia Plástica da Orelha - Otoplastia?

A Otoplastia é uma cirurgia plástica tanto reparadora como estética realizada nas orelhas, mediante várias técnicas, com o intuito de reparar algum defeito existente ou simplesmente corrigir assimetrias e melhorar a posição em relação ao rosto para garantir uma melhor aparência. Também é indicada para corrigir problemas mais drásticos que, além de influenciar esteticamente como é o caso das “orelhas de abano”, podem causar incômodo aos indivíduos. Os benefícios para a aparência e autoestima costumam ser incríveis para quem se submete ao procedimento.

O que considerar antes de fazer a Otoplastia?

Orelhas salientes ou desfiguradas costumam incomodar muitas pessoas. Se este é o seu caso ou de alguma criança de sua família pode-se considerar a opção da cirurgia plástica de Otoplastia, também conhecida por cirurgia da orelha para corrigir um defeito na estrutura das orelhas ou tratar outras deformações.
O procedimento é indicado para casos de orelhas excessivamente grandes (condição chamada de macrotia), salientes em um ou ambos os lados (popular orelha de abano), assimétricas, já operadas, mas com resultado insatisfatório, rasgadas no lóbulo (normalmente causado por alargadores ou brincos) e com alguma deformidade congênita ou adquirida.

Qual o Preço da Otoplastia?

Não há como estabelecer o preço sem uma consulta presencial, já que para a definição do valor da cirurgia vários fatores precisam ser considerados como o tipo de procedimento que será adotado, grau de complexidade, profissionais envolvidos e materiais a serem utilizados, entre outros.

Como é Feita a Otoplastia?

Existem várias técnicas para a realização do procedimento. Porém, na maioria das vezes, a anestesia usada é a local com sedação. Em seguida é realizada uma incisão atrás da orelha, seguindo a dobra natural da pele. É realizada então a retirada do excesso de pele e em seguida é feito o ligamento da cartilagem, para deixa-la mais flexível. Em alguns casos pode ser feita a retirada de cartilagem para diminuição da orelha. Finalizando, são dados pontos de fixação para manter uma nova anatomia da orelha e realizado o fechamento da pele. Em geral, os pontos são internos e absorvíveis, não precisam, portanto, ser retirados. A cirurgia dura em torno de 1 hora e meia.

Quanto Tempo Preciso me Preparar para a Otoplastia?
  • Pré-Operatório
    – Antes da cirurgia, logo nas primeiras consultas, o cirurgião plástico deverá pedir alguns exames ao paciente para verificar se não existe nenhum risco que possa comprometer o procedimento. Estes exames são:
    – Exame de sangue – Hemograma e Coagulograma completo, Ureia, Glicemia de Jejum, Creatinina, IgE total e IgE específico para látex;
    – Exame de Eletrocardiograma;
    – Exame de Urina – Urocultura e Urina de Rotina;
    – Exame de Risco Cirúrgico;
    – Dias antes da cirurgia, o paciente deverá interromper o uso de qualquer tipo de medicamento que possa alterar a coagulação do sangue. Em caso de fumante, deixar de fumar duas semanas antes da operação. É necessário fazer jejum de sólidos e líquidos por pelo menos 8 horas antes do procedimento.
    – A Otoplastia é considerada uma cirurgia de porte médio realizada em um ambiente cirúrgico porém, na maioria dos casos, o paciente tem alta no mesmo dia.
  • Internação e Cirurgia
    O tempo médio de internação varia de 8 a 12 horas. Infecção de ouvido contraindica a cirurgia, pois a proximidade com o local que será operado faz com que haja maior risco de infecção na ferida ou na cartilagem da orelha, o que pode comprometer gravemente o resultado final e, em casos mais graves de condricte (infecção na cartilagem), causar o surgimento de deformidades de difícil correção. Infecções em outros locais também são contra indicações para o procedimento, tais como gripes mais intensas, infecções urinarias, amigdalites. A presença de doenças como hipertensão e diabetes, são contraindicações para qualquer procedimento plástico, devendo essas doenças serem controladas antes da Otoplastia.
  • Pós- Operatório
    – O paciente não deverá fumar por 30 dias após a cirurgia, sob o risco de afetar a cicatrização. Além disso, deverá utilizar uma faixa de tecido compressiva específica (caso tenha se submetido a correção de abano), durante 24 horas por dia, por um mês, que deverá ser retirada apenas para o banho.
    – O primeiro retorno ao médico deverá ocorrer entre 24 e 48 horas, para remoção do curativo e avaliação, quando então serão combinados os próximos retornos. Retirado o curativo, o paciente deverá deixar a região da cicatriz limpa e seca, lavando com cuidado no banho e secando cuidadosamente.
    – São prescritos analgésicos e anti-inflamatórios, mas geralmente não há dor, apenas uma sensação de incômodo. Se houver dor importante, o médico deverá ser avisado. É normal que haja edema (inchaço) e vermelhidão. Com o passar dos dias este aspecto vai melhorando até a cicatrização se completar.
    – Em crianças, dependendo do tipo de correção na orelha e se houver maior inchaço, recomenda-se aguardar uma semana para voltar à escola, para evitar o risco de trauma nas orelhas recém operadas. Nos casos mais simples, pode-se retornar às aulas em três dias. Os adultos podem retomar as atividades geralmente em dois dias. Atividade física deverá ser leve no início, evitando-se trauma no local operado.
    – O uso dos óculos é liberado, inclusive por cima do curativo, preso com esparadrapo na faixa, desde que não aperte demais a cabeça. Quando for retirado o curativo, deve-se tomar cuidado com os óculos apertados à cabeça, ou atrás da orelha.
    – Nas cirurgias de correção de abano, as cicatrizes ficam escondidas na parte posterior da orelha, na junção da orelha ao crânio. Há casos que necessitam incisões na parte da frente da orelha, mas procura-se escondê-las nas dobras naturais da pele. A cicatriz chamada de queloide, esteticamente desfavorável, pode ocorrer em alguns pacientes.
Antes e Depois da Otoplastia - Expectativa e Resultado

O resultado da Otoplastia antes e depois depende diretamente do desejo e objetivos do paciente em solucionar o que o incomoda em suas orelhas. Por isso, é importante discutir bastante com o seu médico sobre os detalhes e técnicas do procedimento e suas expectativas. A Otoplastia é bastante simples e segura. O resultado, mesmo com inchaço, já pode ser notado logo após a retirada do curativo. Em 2 meses, é possível visualizar o resultado final.

A Otoplastia Corrige Apenas Orelha em Abano?

Não, a cirurgia também pode ser utilizada na redução de tamanho, para a correção de assimetrias, reconstrução do lóbulo e reparação de deformidades congênitas ou resultantes de acidentes.

Como encontrar Especialista em Otoplastia no RJ?

A cirurgia deve ser realizada por cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para encontrar um especialista no Rio de Janeiro, basta acessar o site da entidade e realizar uma pesquisa.

Principais Perguntas e Respostas Sobre a Otoplastia:

A Cirurgia Plástica da Orelha pode Atrapalhar a Audição?
Não, pois é tudo feito pelo lado externo não interferindo em nada com o sistema nervoso da audição.

Com qual idade posso fazer a Otoplastia?
O procedimento cirúrgico de Otoplastia pode ser realizado em qualquer pessoa a partir dos 6 anos de idade.

Como Funciona o Molde de Silicone para Otoplastia?
A prótese de silicone, batizada de EarWell ® nos Estados Unidos, é usada para remodelar a cartilagem da área da orelha de recém-nascidos, de forma não invasiva e indolor, segundo Orel. Ela serve tanto para corrigir orelha de abano como vários tipos de outras deformidades, menos conhecidas. Primeiramente, é preciso moldar a prótese conforme o formato da orelha e a necessidade de reparação, procedimento que deve ser feito pelo cirurgião plástico. Depois, é só fixá-la na orelha com o auxílio de adesivos. O tempo de uso da prótese também é determinado pelo médico, mas, geralmente, costuma ser de 30 a 45 dias. A EarWell ® porém, resolve questões puramente estéticas e não trata ou interfere em aspectos auditivos.

Envie-nos suas Dúvidas!